Descubra quais são os alimentos que contém mais amido

Temos três tipos principais de carboidratos, o açúcar, as fibras dietéticas e o amido, que é considerado o mais importante de todos. Cerca de um terço de nossa dieta deve ser composta por alimentos ricos em amido, formado por uma grande quantidade de unidades de glicose que estão unidas por ligações glucosídicos. A maioria da energia que usamos para completar os nossos processos vitais provém precisamente do amido, bem que não está de mais lembrar a lista de alimentos que nos fornecem amido e que não devem faltar em nossa dieta.

As frutas e legumes

Se você tem que escolher uma fonte de amido, escolhemos os legumes. Mas não o fazemos apenas por seu conteúdo em amido, também o fazemos para as proteínas, as vitaminas, os minerais e a fibra, que nos trazem junto ao amido. Por algo, são um dos produtos mais saudáveis que existem, mas como tudo há legumes e verduras, e encontramos diferenças até mesmo na forma em que preparamos o alimento. Se há um vegetal famoso pelo seu conteúdo em amido, este é a batata, que fervida nos dará muito mais amido que frita.

Aleksandar Ano Seguinte || Shutterstock

O pepino, cru e com casca, pode nos proporcionar 11 gramas de amido, uma cenoura crua são 7 gramas… O milho, nabo, abóbora, batata-doce, todos eles são vegetais que também trazem uma boa dose de amido.

No capítulo de frutas se destaca acima de todas a banana, que nos leva cerca de 12 gramas deste carboidrato. Também é interessante a contribuição que nos oferecem os cabos ou frutos secos, como a castanha. Frutas como ameixas têm uma contribuição média, de cerca de 4 gramas.

Os cereais

Uma das fontes de hidratos de carbono mais conhecidas são os cereais: trigo, cevada e de produtos como o pão, massas… Durante o processo de moagem é eliminam o farelo, que é rico em nutrientes, e o germe de cereais. Desta forma o pão ou as farinhas são ricas em amido. Qualquer produto feito com farinhas refinadas terá muito mais amido que se utilizou outro tipo de farinha, como as de grão inteiro, em que encontramos mais fibras, vitaminas ou minerais, mas onde o amido estará muito menos presente.

Conheça melhor o que nos dão os cereais

margouillat photo || Shutterstock

As leguminosas

Também são muito ricas em amido de legumes, independentemente da cor, a forma ou o tamanho que têm. As favas, as ervilhas, feijão, lentilhas, grão de bico ou feijão nos dão uma importante quantidade de amido, além de nutrientes essenciais como o ferro, fibra, potássio ou as proteínas. Por exemplo, uma porção de ervilhas baby ou LeSueur nos traz 12 gramas de amido.

As melhores legumes para cuidar do organismo

melhores legumes quais são

Lukas Gojda || Shutterstock

Outros alimentos ricos em amido

Além de todos estes alimentos, temos uma série de alimentos processados, que oferecem-nos uma grande quantidade de amido. Entre os mais destacados estão doces como biscoitos, bolos, os doces, os pretzels ou as panquecas de milho são ricos em amido. Também o são os hambúrgueres, pizza, pudim ou as cascas das frutas, mas como pode-se verificar que nem todos os alimentos ricos em amido são tão saudáveis. Por isso, há que ter em conta uma série de cuidados.

Syda Productions || Shutterstock

Dicas para a hora de comer amido

Enquanto que as leguminosas, os legumes ou grãos e cereais integrais estão entre os alimentos com amido saudável a maioria dos alimentos que vimos no ponto anterior estão entre os que devemos evitar, devido, já que se trata de produtos refinados, ricos em gorduras pouco saudáveis. Se quiser reforçar os níveis de amido aumenta as rações de arroz ou macarrão e reduz os molhos ou carnes; e prova pães com sementes ou integrais em vez dos convencionais.

Como se garante que os alimentos são manipulados higienicamente

Uma das questões que mais pode preocupar o consumidor final é, se os alimentos que se ingerem cada dia são perfeitamente aptos para o consumo ou, se pelo contrário, representam um risco para a saúde.

Todos os produtos de alimentação, que chegam ao mercado de forma legal -tanto os frescos (frutas e vegetais, por exemplo) como os embalados- têm de seguir alguns processos obrigatórios de higiene e segurança alimentar, que certificam sua qualidade de cara para o consumidor final.

Portanto, a segurança alimentar constitui um aspecto fundamental para todas as empresas que vendem e fabricam alimentos, razão pela qual, estas destinam-se cada vez mais recursos e esforços para assegurar a qualidade dos produtos que comercializam.

Em virtude de assegurar a qualidade dos produtos que chegam ao mercado, as empresas de alimentação lançam, hoje, diferentes medidas e análises específicas das matérias-primas que são usadas na fabricação de alimentos.

Entre os processos mais comuns em matéria de segurança alimentar, destacam-se, por exemplo: estudar a qualidade das matérias-primas a partir de seu ponto de origem e através de diferentes análises; fazer uma revisão periódica dos sistemas de limpeza e desinfecção das instalações, e também fazer análises frequentes que garantam o controle higiênico-sanitário dos produtos que são fabricados.

Tecnologia de alimentos é a ciência que trabalha a cada dia para fazer com que os alimentos que consumimos têm uma certa qualidade microbiológica, física e química, durante todo o processo de fabricação.

A adequada manipulação dos alimentos, desde que ocorrem até que se consomem, incide diretamente sobre a saúde da população. Portanto, os alimentos corretamente manipulados têm importantes vantagens para os consumidores.

E é que, está demonstrado cientificamente que quando não se segue um processo adequado para a manipulação dos alimentos que consumimos, aumentam também as chances de adquirir doenças decorrentes da contaminação dos alimentos.

Neste sentido, uma das figuras-chave no processo de controle dos alimentos que chegam a cada dia ao mercado é a do manipulador de alimentos, um profissional altamente especializado em higiene e segurança alimentar.

O manipulador de alimentos está sempre presente em todas as fases de fabricação e elaboração de produtos alimentares: preparação, fabrico, transformação, elaboração, acondicionamento, armazenamento, transporte, distribuição, venda, fornecimento ou venda de serviços.

Por isso, é necessário que este tipo de profissional tenha uma preparação específica que lhe credencie legalmente para poder entrar em contato com produtos de alimentação que vão destinados ao consumidor final. E para isso, existem diversos cursos de formação que garantem a correcta formação dos manipuladores de alimentos.

Uma vez obtida a correta identificação, o manipulador de alimentos deve colocar em prática uma série de medidas fundamentais como, por exemplo: respeitar e proteger a saúde dos consumidores, através de uma manipulação correta dos alimentos, bem como levar a cabo práticas de higiene.

Entre as principais medidas de higiene destacam-se, entre outras: manter uma força de higiene pessoal (mãos e unhas limpas), não fumar quando se manipulam alimentos, para não espirrar ou tossir sobre os alimentos e utilizar uma protecção adequada em caso de ter feridas ou cortes nas mãos.

Também é obrigatório que os manipuladores de alimentos usam sempre roupas limpas e um gorro, devidamente homologado, para manter o cabelo corretamente recolhido e afastado dos alimentos que são manipulados.

Como maximizar os nutrientes dos alimentos

Uma correta alimentação complementada com a atividade física é o melhor modo para fazer com que seu corpo esteja saudável e forte. E é que a incorporação de hábitos saudáveis em seu dia-a-dia só traz benefícios para o corpo. Mas, e se você não está obtendo o máximo de nutrientes possíveis?

Na hora de se alimentar, comer alimentos saudáveis não garante que venham a contribuir com todos os benefícios ao organismo. Há outros fatores, como a origem, a preparação, o cuidado, (…) que afetam os nutrientes que você vai receber de cada refeição.

Se quiser obter os máximos benefícios em seu organismo e tirar o máximo proveito de suas refeições, aprender como maximizar os nutrientes dos alimentos para obter todas as suas vantagens.

Saber o que deve fazer para conseguir tirar o máximo partido de cada alimento passa por uma série de rotinas. Conheça os passos a seguir para que suas refeições se na posse de todos os seus nutrientes, e assim conseguir uma saúde e lucros maiores.

Observa que compras

O primeiro passo a ter em conta são os alimentos que você compra. É sempre de recorrer alimentos frescos, orgânicos e sem processar , na medida do possível.

Para obter estas características de alimentos, quanto mais os produtos locais ou da zona comprar, melhor. Límpialos bem antes de consumi-los para eliminar toda a terra e traços do campo. Também evite os alimentos processados que contêm adoçantes artificiais, produtos químicos e conservantes.

Os produtos congelados devem ser tratados com cortesia. Apesar de que não são ruins para a saúde e trazem benefícios, recorrer em excesso estes não se concederá a todos os seus nutrientes.

Monitora onde armazena os alimentos

Apesar de que os alimentos frescos, não deves guardá-los por muito tempo antes de consumir para que não percam suas propriedades, hás de saber como armazená-los corretamente.

Na hora de guardar os alimentos, como frutas ou legumes, não as cortes e as guarde. O mesmo acontece com deixar a carne aberta e exposta ao ar. Levar a cabo estas práticas prejudicar a obtenção de benefícios.

No caso de ter restos de comida, não guarde por mais de 2 dias. E é que a cada dia que passa perde mais nutrientes e são mais suscetíveis a bactérias e mofo.

Aprenda a cozinhar os alimentos

Muitos alimentos perdem muitas de suas propriedades, no momento em que se cozinham. É por isso que existem uma série de técnicas que permitem que os alimentos conservem a maior parte de suas propriedades , apesar de sua elaboração.

  • Cozinhar rapidamente e com pouca água. Sobretudo no caso das verduras. Cozinhar em fogo lento e com muita água vai proporcionar que os alimentos percam todas as suas propriedades por uns tempos de cozimento mais longos.
  • Cozido a vapor. É outro recurso para manter a comida separada da água, que se prepare e não se percam seus nutrientes. Para executar este método, certifique-se de que a água ferver antes de acrescentar os alimentos. Depois de 5-7 minutos de preparação (no caso das verduras), estará pronto para consumir.
  • Cozinha ao vapor. Adicione um pouco de água para a panela e adicione o alimento. A panela de pressão tem uma espécie de fecho hermético e constrói uma pressão que transforma a água em vapor. Desta forma, os alimentos são preparados e mantêm seus nutrientes.
  • Aquece no micro-ondas. Com o microondas, os alimentos cozinham de dentro para fora por a aceleração de suas moléculas, pelo que o alimento aquece rapidamente e mantém seus nutrientes.

Aplique estas dicas para maximizar os nutrientes dos alimentos, e recebe todos os benefícios que pode oferecer a cada refeição.

Dicas para cozinhar os alimentos no seu ponto

A pressa não são boas conselheiras e muito menos para cozinhar. Em nossa vida diária, às vezes não temos tempo para tudo, então na hora de cozinhar deixamos de lado alguns aspectos fundamentais para desfrutar de comida que colocamos sobre a mesa.

Alguma vez a pressa faz com que você queime um bife na frigideira ou cole o ensopado de peixe que estão na panela? Talvez você não tiver usado o óleo adequado, se não tiver adicionado uma quantidade suficiente de água para a panela ou a temperatura ou o tempo que você selecionou não permitiram que o calor se espalhe de forma uniforme. O resultado, em qualquer dos casos, não foi satisfatório, e isso faz com que muitas pessoas não vejam o lado divertido e saudável para a cozinha.

Você sabe como cozinhar os alimentospara que fiquem sempre no seu ponto de vista? As panelas e as frigideiras são o equipamento mais utilizado na cozinha, mas muitas vezes não as usamos bem. Vamos contar-lhe o que você tem que ter em conta para cozinhar qualquer tipo de alimento e deixá-lo no ponto para que se derreta na sua boca.

Fritar um alimento na frigideira parece uma tarefa simples, mas, como já vimos, essa lista tão apetitoso pode acabar totalmente carbonizado. Você conhece a temperatura a que tem que estar a frigideira para introduzir os alimentos? O ideal é que esteja a 180 graus. Para facilitar esta tarefa e saber o momento certo em que você deve colocar cada alimento na frigideira Tefal pode ajudá-lo. Todas as suas panelas incluem o último em tecnologia de controle de temperatura: Thermospot. Através de um atraente ponto vermelho no fundo da frigideira você indica quando está pronta para incorporar os alimentos. Assim você pode cozinhar de forma rápida e simples, já que só introduzirás os alimentos naquele momento, tendo a certeza de que desta vez não vão queimar.

tefal-2

Por outro lado, cozinhar na temperatura adequada faz com que os alimentos não queimar no fundo da panela, não percam propriedades e mantenham todo o seu sabor. Para este efeito, as panelas não-aderentes com titânio livre de PFOA são as mais recomendáveis. Se cozinhas à temperatura exata evita dar mais óleo do que o necessário na frigideira. Além disso, o titânio mantém a frigideira sempre como o primeiro dia e te ajuda a limpá-lo com muito mais facilidade.

Por último, quando cozinhas grelhado, você tem que ser muito cuidadoso com a quantidade de óleo que você usa. Quando contudo um bife com este método é fundamental colocá-lo a uma temperatura elevada -sempre a partir de 180 graus – e dar a mínima quantidade de óleo. Se este é calentase mais da conta, o filé se queimaria e a frigideira produziria partículas tóxicas que ficarão aderidas ao alimento. E se não quiser que isso aconteça, certo?

Já sabe: a temperatura correta da panela, que seja anti-aderente e o bom uso do óleo são os três aspectos fundamentais a ter em conta na hora de incluir um logotipo da sua mãos à obra na cozinha. Experimente estes truques e prepare-se para desfrutar do seu próximo prato feito em casa!

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=4HhzK0uRkFI&w=560&h=315]

Conheça os 6 alimentos que se prolongarão a vida

Seguir e manter hábitos saudáveis no dia-a-dia é necessário para garantir uma boa saúde. Para ter uma vida longa e saudável, juntamente com o exercício, você deverá seguir uma alimentação saudável e equilibrada. E é que, dependendo dos alimentos que você inclua em sua dieta será mais ou menos benéficos para o organismo.

Existem uma série de alimentos que podem favorecer o organismo e a sua esperança de vida. Trata-Se de refeições com certos nutrientes e propriedades capazes de reduzir o risco de doenças e problemas para o corpo. Conhecer estes alimentos que prolongam a vida e adicioná-los à sua dieta diária facilitará a chegada de resultados em saúde.

Descubra uma série de alimentos benéficos para o organismo , cujas propriedades são as encarregadas de fazer com que prolonguem a vida:

Bagas

Os morangos, os mirtilos ou framboesas são algumas das frutas que ajudam o organismo a se manter saudável e prolongar a vida. As bagas contêm entre suas propriedades polifenóis e flavonóides, dois nutrientes que previnem o aparecimento de doenças neurodegenerativas e do coração.

Yotka || Shutterstock

Além disso, as bagas têm outros benefícios como a redução da inflamação, a prevenção do dano celular ou a diminuição do risco de câncer ou diabetes.

Nozes

Comer um punhado de nozes por dia é benéfico para o organismo. Mas, além disso, se se trata do consumo de nozes pode reduzir a probabilidade de morte por doenças respiratórias, neurodegenerativas, diabetes, câncer ou doença cardiovascular.

Todos os benefícios das nozes

nozes benefícios

Chá

Esta bebida também é benéfica para prolongar a vida devido às propriedades das ervas, com as quais se prepara. Os antioxidantes do chá reduzem o risco de doenças do coração, ajudam a manter a saúde dos dentes e facilita a perda de peso.

Em função do tipo de chá que bebe existirão uma série de benefícios específicos. No caso do chá preto reduz o risco de ataques cardíacos, enquanto que o chá verde diminui o colesterol.

Cuide bebendo chá

Café

Juntamente com o chá, uma bebida benefícios que melhorem a vida de quem o consome. Os antioxidantes que contém o café, junto às suas propriedades oferecem inúmeras vantagens para o organismo.

Africa Studio || Shutterstock

Considera-Se que as pessoas que consomem café com moderação têm menos chances de morrer por uma doença cardíaca, respiratória, acidente vascular cerebral, diabetes ou infecções.

Outros benefícios de beber café

Legumes

As lentilhas, feijão, feijão… são alimentos perfeitos para alongar a vida. O fato de introduzir os legumes em seus hábitos alimentares fornecer ao organismo numerosos minerais benefícios para ele. As leguminosas favorecem o alongamento da vida, já que controlam o açúcar no sangue e prevenir a diabetes; além de reduzir o risco de sofrer uma doença cardiovascular.

melhores legumes quais são

Lukas Gojda || Shutterstock

Salmão

O salmão e outros peixes como a sardinha contêm altos níveis de ácidos graxos ômega-3, que são os encarregados de promover a saúde do coração. Mas,além disso, o salmão pode retardar o envelhecimento , já que as suas propriedades fazem com que sejam preservados os telómeros. Um componente do organismo, necessário para retardar o processo de envelhecimento das pessoas.

Mais motivos para comer salmão

Maria Uspenskaya || Shutterstock

O que você acha de os alimentos que prolongam a vida? Você adicionou algum a sua alimentação? Introduzir algum destes 6 alimentos que prolongam a vida a sua dieta melhorar a saúde do seu organismo e reduz o risco de doenças.

Alimentos laxantes, seus aliados naturais contra a prisão de ventre

Uma das moléstias mais comuns que costumamos sofrer são as dores de estômago, inchaço do abdômen e os problemas para o escoamento da maneira que gostaríamos. A prisão de ventre, por exemplo, costuma ser um problema comum em muitas pessoas que não conseguem ir ao banheiro com a frequência que gostariam, o que além de um mal-estar evidente nessa área, provoca também certos problemas alimentares, que podem resultar em coisas muito mais graves. Por isso é importante regular o nosso trato digestivo para evacuar tudo o que nos sobra de uma forma regular.

Você pode fazer isso de duas formas: tanto com medicamentos, que são bastante adequados e eficazes, mas têm efeitos colaterais indesejáveis, ou também através da própria alimentação, aumentando o nível de fibras e pectina no nosso organismo para que o estômago é regulada de uma forma natural.

Twinsterphoto || Shutterstock

Twinsterphoto || Shutterstock

O primeiro caso, infelizmente, costuma ser o mais comum. Vamos ao médico quando nos sentimos mal, e pensamos que temos de prisão de ventre, e o doutor não demora muito para nos dar uma receita para medicamentos laxantes que, sim, vamos nos servem muito bem, mas que também têm o seu lado negro, já que podem ser viciantes para o nosso organismo, que se acostumar com eles de maneira absoluta e então não pode se auto-regulamentar , sem tomá-lo. Algo bastante preocupante, desde logo, que, além disso, pode-se evitar sempre e quando sabemos que tipo de alimentação devo ter para não precisar de medicamentos. Se você é dos que se perguntas o que comer para ir ao banheiro, aqui tem a resposta.

Quais são os alimentos mais ricos em fibras?

Como já exposto anteriormente, existem alimentos naturais que já são, por si só, laxantes e que ajudarão a regulação de nossa digestão e o nosso sistema digestivo, graças ao seu alto conteúdo em fibra, acima de tudo, e também em pectina. Trata-Se de alimentos muito comuns que podemos encontrar em qualquer loja e que estão ao alcance de todos, por um preço ainda menor que o de esses medicamentos que anteriormente mostrábamos:

  • Laranja: Parece mentira que leve a vida toda convivendo com esta fruta e ainda continuamos descobrindo novas propriedades da mesma, o que comprova o saudável que é realmente. Além de nos proteger de resfriados e fortalecer o nosso sistema imunológico, a laranja conta também com um alto teor de pectina, que ajuda o nosso sistema digestivo do equilíbrio e, portanto, a evitar a prisão de ventre. São muitas as razões pelas quais deve comer laranja, além de combater a prisão de ventre.

alcachofra propriedades

LENA GABRILOVICH || Shutterstock

  • Alcachofra: É certamente a melhor legumes para este tipo de transtornos, já que conta com um bom aporte de fibras, que nos ajudará a evacuar o que continua retido no nosso sistema digestivo quando estamos estreñidos. A alcachofra pode ser combinado com muitos outros alimentos e é uma alternativa saudável aos medicamentos.
  • Ameixas: Dentro de alimentos laxantes naturais, as frutas são os mais desconhecidos, mas também tremendamente eficazes, graças ao seu alto conteúdo em fibra. Isso sim, devemos consumir as ameixas com moderação, pois também contam com muitos açúcares concentrados, o que pode ser prejudicial para o nosso organismo por outra parte.

Lista de legumes ricos em fibras

  • Legumes: são um dos alimentos mais saudáveis que podemos tomar, sendo uma alternativa perfeita para a nossa dieta diária, combinadas com vegetais, peixe e carne. As leguminosas também são um aporte de fibra magnífico, além de aportarnos outros minerais como magnésio ou ferro em grandes quantidades, melhorando a saúde geral do nosso corpo. Aqui você pode consultar a lista com os legumes mais ricos em fibras.
  • Cereais integrais: é claro que não podemos terminar este artigo sem falar do alimento que se tornou a bandeira do aporte de fibras: cereais integrais. Graças a estes cereais, que representam um pequeno-almoço equilibrado desde que não tenham excesso de açúcares concentrados, poderemos começar o dia já com um bom aporte de fibras para regular o nosso estômago, que será perfeito, para que não nos problemas, nas próximas horas.

Alimentos eficazes para combartir o mau colesterol

A presença excessiva do chamado mau colesterol (lipoproteína de baixa intensidade LDL) representa um risco importante para a própria saúde , pois aumenta as chances de desenvolver problemas de coração, como a arteriosclerose ou sofrer um avc, um infarto…

O colesterol (que produz o nosso fígado e comemos através de diferentes tipos de alimentos) é uma substância necessária ao nosso organismo que participa de diversos processos metabólicos, mas o mau colesterol, em quantidades consideráveis, tende a acumular-se nas paredes das artérias, provocando a hipertensão e afetado de maneira negativa em nosso sistema cardiovascular.

Ter uma taxa de colesterol total (bom e ruim) é superior a 200 mg é um perigo e você tem que derrubá-lo a tomar medidas eficazes, entre elas, uma mudança na alimentação que implique menor ingestão de gorduras saturadas e açúcares e aumento de fibras e fitoesteróis capazes de frear e reduzir a absorção de colesterol, que tem lugar no intestino.

Dima Moroz || Shutterstock

Existem alimentos ricos nesta série de componentes químicos que devem ser a base da dieta de uma pessoa que sofra hipercolesterolemia e ter que reduzir seus níveis de colesterol no sangue.

Aveia

Em geral, os cereais integrais são excelentes aliados na hora de manter os níveis corretos de esta substância. A aveia é particularmente eficaz devido ao seu conteúdo em fibra solúvel (beta – glucano, que atua impedindo que grande parte desse mau colesterol seja absorvido no intestino e chega à corrente sanguínea. Para esta mesma função contribuem outros de seus exclusivos fitoelementos, como o avenasterol, presente apenas neste cereal. As poucas gorduras da aveia são, além disso, poliinsaturales (ácido linoleico), uma arma a mais para lutar contra o perigoso-LDL. Levá-la em flocos, como parte do café da manhã, sob a forma de farinhas (bolachas, pão,…) e também incorporar à dieta a água de aveia é um remédio eficaz para reduzir a presença de colesterol ruim.

flocos de aveia benefícios

Amnarj Tanongrattana || Shutterstock

Legumes

Fundamentais na dieta mediterrânica, muitos estudos relacionam o aumento geral do mau colesterol na população com a diminuição do consumo de legumes. Feijão e grão-de-bico são ricos em esteróis vegetais que bloqueiam a absorção do colesterol, propiciando a redução do já presente em quantidades consideráveis.

Mais benefícios de legumes

melhores legumes quais são

Lukas Gojda || Shutterstock

Nozes

Poucas unidades por dia deste fruto seco de propriedades excepcionais é uma simples forma de combater a presença de colesterol e triglicerídeos. Nutritivas, ricas em fibras, vitaminas, minerais e antioxidantes, contendo, também, ácidos gordos poli-insaturados (Ômega 3 e Alfa – linoleico), o que as torna alidadas do sistema cardiovascular , pois ajudam a manter a elasticidade dos vasos sanguíneos, evitando que se acumule o mau colesterol.

Todas as propriedades das nozes

nozes benefícios

Peixe azul

Atum, cavala, salmão, sardinha… está demonstrado que o ácido essencial Omega 3 é um dos componentes mais eficazes tanto na hora de reduzir os níveis de colesterol, como para evitar a formação de placas nas paredes dos nossos vasos sanguíneos. É um ácido graxo essencial que o organismo só pode obter através dos alimentos (não pode produzi-lo), por isso é importante tomar regularmente peixe azul especialmente se queremos reduzir o colesterol e manter a pressão arterial em níveis adequados.

peixe azul e peixe branco diferenças

Azeite de oliva virgem

É um presente da nossa gastronomia e tomar o óleo de oliva virgem em cru, como tempero, ou utilizá-la em cozidos e fritos, é uma medida saudável para cuidar de nosso coração. Seu teor em ácido oleico e polifenóis (antioxidantes) favorece a ação do colesterol “bom” e em troca, ajuda a eliminar o “mal”.

Azeite de oliva extra-virgem

Frutas, legumes e produtos hortícolas

São essenciais para uma alimentação saudável e ajudam a nivelar o colesterol. Entre as frutas e vegetais mais eficazes na hora de reduzir, não deixe de fora de sua dieta estas três: berinjela, brócolis e maçã.

Alimentos biológicos, sim ou não?

Parece que nos últimos tempos, devido tanto à maior conscientização do ser humano para com o meio ambiente e com a importância de manter uma alimentação o mais saudável possível, os alimentos orgânicos estão sendo uma alternativa cada vez mais importante dentro das compras de cada um, procurando evitar esses químicos que muitas vezes encontramos em frutas, verduras e hortaliças que se podem comprar nas lojas. Os alimentos orgânicos são livres de todos esses agentes tóxicos, e são por isso mais saudáveis na hora de comê-las, de uma forma continuada.

No entanto, este tipo de alimentos não acabam de ser os mais populares, por diversas razões. Isso nos faz pensar que além das evidentes virtudes que apresentam, também têm as suas desvantagens, pois, caso contrário, todo o mundo os consumiría. Se bem é certo que não há dúvida alguma de que a saúde se vê beneficiada, no médio e longo prazo, quando mudamos os produtos manipulados pelos ecológicos, existem também outras desvantagens para seguir escolhendo os alimentos processados, ou aqueles que foram tratados com produtos químicos, para “melhorá-los” de uma certa maneira. Nós vamos mostrar as vantagens e desvantagens dos alimentos orgânicos, bem como o que precisa de um alimento para ser ecológico, para que cada um possa tomar a sua própria decisão.

As vantagens dos alimentos orgânicos

Nas últimas décadas, apesar de uma melhoria importantíssima da ciência e da medicina, o que tem levado a um considerável aumento da esperança de vida, o ser humano teve que fazer frente a novas doenças, e algumas que já existiam foram estendido ainda mais. O que está na mente de todos é o câncer, em suas inúmeras versões. Isso se deve à poluição global do planeta, mas também em boa medida a uma má alimentação. Os produtos biológicos não só nos fazem evitar essa má alimentação, mas que nos oferecem um monte de nutrientes para manter-se bem fortes.

alimentos orgânicos caracteristicas

Pinkyone || Shutterstock

A saúde é a principal razão por que devemos optar em princípio por estes alimentos não processados. Têm sido cultivados de forma natural, e, graças a isso, seus nutrientes são muito importantes para nós, estando isentos de qualquer tipo de agento tóxico. Ao escolher esta opção, estamos apoiando, também, a esses produtores que, de forma corajosa decidiram poder cultivá-lo todo de uma forma mais natural, sem causar danos ao meio ambiente, pelo que o benefício será global. Conheça os melhores alimentos biológicos e aproveite ao máximo deles.

Principais desvantagens dos alimentos orgânicos

No mundo em que vivemos, onde a aparência é tudo, comprar alimentos que não fiquem perfeitos nas prateleiras da loja é algo que pouca gente prefere. E é o que nós pensamos que por olhar melhor, vão estar mais saborosos, ou vão ser mais saudáveis, quando, na realidade, é o contrário. A produção é distribuída a frutas, legumes e produtos hortícolas cada vez maiores, mais brilhantes, e não hesita em usar produtos químicos para obtê-lo, com o consequente dano que isso causará ao meio ambiente e a longo prazo, também em nós.

lista de compras saudável

Os produtos biológicos não parecem tão bem, e que pode, mesmo que sejam um pouco menos saborosos do que os que ocorrem com pesticidas artificiais. Esses produtos também ajudam a mantê-los em melhor estado por mais tempo, conservando-os, algo que não acontece com os alimentos biológicos, cuja validade, como é natural, é muito menor. Por último, a forma de cultivar este tipo de alimentos orgânicos é mais complicada e onerosa do que a produção com produtos químicos, por isso que o preço dos alimentos orgânicos também será maior, sendo está uma das mais importantes razões por que as pessoas ainda não se decidiu tudo por esta opção.

Alimentos diuréticos para evitar a retenção de líquidos

Talvez o nome de Hidropisia não te diga nada, mas se lhe dissermos que é o nome científico da retenção de líquidos seguro que se parece mais. A retenção de líquidos é um sintoma de vários problemas de saúde, como os renais, digestivos ou cardiovasculares. Acumulamos líquido nos pés e tornozelos, pulsos ou o ventre, e uma grande retenção pode causar problemas em algumas funções do organismo. Felizmente, podemos lidar de forma natural, mas para isso há que ter claro quais são os alimentos diuréticos.

Mas antes de entrar a fundo com eles vamos explicar o que são os alimentos diuréticos e como funcionam. Esses alimentos estimulam o funcionamento do rim, e nos ajudam a eliminar pouco a pouco a água do organismo. A estimulação renal faz com que essa eliminação ocorre através da urina, por onde também expulsaremos as toxinas do organismo. A retenção de líquidos também é comum em mulheres grávidas ou pessoas com excesso de peso, e cuidado com as pílulas diuréticas: são frequentemente utilizados para perder peso, para acabar com a retenção de líquidos, o que envolve algum perigo.

Entre os melhores alimentos diuréticos aparecem várias frutas, mas o diurético por excelência é o abacaxi. De fato, a função diurética é apenas uma mais porque o abacaxi também é laxante, ajuda a depurar o organismo e a eliminar toxinas, estimula a circulação, ajuda a evitar rugas e têm uma grande quantidade de vitaminas e minerais. Também se destaca a melancia, que graças ao seu alto teor de água, tem benefícios diuréticos e hidratantes. Além disso, a melancia tem muito poucas calorias.

Aguamelón

Outras três frutas muito depurativas e que nos ajudam a combater a retenção de líquidos são a maçã, a pêra e uvas, em especial a negra. Além de serem diuréticas eliminam toxinas e regulam o colesterol. Os citrinos estimulam a função renal, eliminando líquidos. Não podemos nos despedir das frutas sem falar dos mirtilos, mas se você quiser aproveitar ao máximo seu poder diurético melhor o suco de mirtilo. Não elimina o potássio, e se ao poder diurético você adicionar ao antibiótico temos uma bebida ideal em caso de infecção de urina.

Também a cenoura é um dos diuréticos naturais mais recomendados. Isto se deve a que a cenoura tem uma enorme quantidade de antioxidantes, minerais e vitaminas, acelera o metabolismo, ajuda a desintoxicar o corpo e é boa para a vista.

A cenoura, uma de vegetais com vitamina A mais importantes

À semelhança do que acontece com a melancia, o melão tem uma grande quantidade de água, o que o torna um magnífico diurético natural. Se a isso lhe acrescentamos o enxofre e silício, o pepino ajuda os rins, o trabalho de eliminar o ácido úrico. Algo semelhante acontece com o tomate (90% de água) que, além disso, evita o dano dos radicais livres (que danificam as paredes dos vasos sanguíneos, provocando o vazamento de líquido).

A alcachofra ajuda a expelir líquidos e desintoxicar o fígado, juntamente com a alface, outro dos vegetais com um percentual elevado de água. Por sua parte, a asparagina de espargos, além de ter poucas calorias, é um grande diurético natural. O mesmo podemos dizer dos flavonóides de berinjela, que, além disso, melhora a circulação. Se, além de acabar com a retenção de líquidos quiser perder peso, você pode comê-la crua e ralada ou beberte a água depois de fervê-la.

alcachofra

Precisamente a água é o melhor diurético que há. Por isso, deveríamos beber 1,5 litros de água a cada dia, sem ter o que beber durante as refeições. Outro destaque é diurético da cafeína que é encontrada no café, o cacau ou alguns chás, como o chá verde, mas há que tomá-la com moderação. De fato, há que se tomar com prudência estes alimentos, que, ao eliminar os líquidos nos ajudarão a perder peso, e incluí-los em uma dieta equilibrada e saudável para obter o efeito que desejamos.

Imagens:

puhhha | Shutterstock