Benefícios de uma Dieta de Constituição Fluórica INCRÍVEL!!

O fluórico é por essência instável ou ótimo. Tem uma grande hipermobilidade, com uma tendência muito marcada para as entorses e as lombalgias crônicas de repetição.


A criança fluórico é irregular em seus resultados escolares; de igual forma, você pode ser o primeiro da classe, como o último. A aritmética e a matemática são difíceis, e o adulto fluórico é dominado pela instabilidade e paradoxo.


A instabilidade no fosfórico era consequência da fatigabilidad, no fluórico é inata e implica indecisão, confusão, agitação.


Benefícios de uma Dieta de Constituição Fluórica


O paradoxo


Há reações inesperadas e violentas, com freqüência, extravagantes, mas passageira, devido à instabilidade. A sobreposição destas duas componentes dá um caráter pouco constante, caprichoso, versátil, em contínuo movimento, que precisa de constante mudança.


No melhor dos casos, é o indivíduo intuitivo, o gênio. O pior, é o bart, o ambicioso e sem escrúpulos, o depravado. Sobre o plano alimentar, o fator tóxico está praticamente presente em fluórico. Têm grandes desejos de vinho, cerveja e bebidas em geral. Também gosto do tabaco.


É um amante da caça (carnes escabechadas), especiarias (pimenta) e de alimentos muito doces (principalmente chocolate em todas as suas formas). Não gosta de legumes, “cruditos” ou frutas frescas. Através da classificação homeopática, poderíamos, se nós o propusiéramos, analisar a maioria dos


laticínios

Outros remédios naturais e caseiros interessantes

Alimentos Apropriados para o Indivíduo Fluórico



  • Carnes = vaca, frango, coelho.

  • Peixes = sardinha, atum, bacalhau.

  • Produtos hortícolas = todas.

  • Leite e derivados = iogurtes, queijos.

  • Frutas = grapefruit, limão, bananas, peras, maçãs. personagens públicos e históricos; ou seja, tanto do presente como do passado, políticos, reis, sábios e filósofos justificando, então, algumas de suas atitudes e comportamentos.

Não nos esqueçamos de que o homem está condicionado ao seu hábito alimentar, seja ela imposta pelos condicionamentos familiares ou a própria trajetória humana dos indivíduos.


A austeridade dos místicos às luxuosas mesas dos pantagruélicos, encontramos uma variadíssima escala de valores que, curiosamente, se unem às responsabilidades morais.


E é que, de alguma forma, as regras nutricionais imprimem caráter. Parece certo que aqueles que enfrentam projetos ambiciosos, sejam estes de natureza industrial ou económico, ou espirituais, tendem a uma certa austeridade e, inclusive, está bem visto que os grandes líderes da indústria ou da política faça refeições leves e jantares escassas.

Antidieta: Como e quando você come? INCRÍVEL!!!!

Como tantas outras dietas, nasceu da mão de duas nutricionistas americanos, Harvey e Marilyn Diamond. Ambos extraem o seu achado do higienismo natural, que afirma que os alimentos são a base para a cura do corpo.


O lema da antidieta é que o verdadeiramente importante não são as quantidades do que se come, mas quando e como se come, ponderando certas combinações de alimentos.


A dieta não limita as quantidades nem as calorias do que se ingere, mas separa a ingestão de hidratos de carbono e de proteínas.


O paralelismo da antidieta


A antidieta estabelece um paralelismo existencial: se a Terra está coberta de 70% de água e o corpo humano é 70% água, o que se come tem de manter a mesma proporção.


Os alimentos mais adequados para manter esses parâmetros são as frutas. Por conseguinte, o cardápio diário deverá conter 70 % de alimentos frescos e com alto conteúdo em água, enquanto que os 30% restantes ficarão com alimentos concentrados ou secos.


A antidieta afirma que a ingestão de alimentos é realizada face a um fim, que é liberar energia, e liberar a energia é estar saudável. As pessoas mais longevas e saudáveis são finas: não ganham peso, mas que transformam os alimentos ingeridos em energia.

Outros remédios naturais e caseiros interessantes

Horários das funções corporais


A antidieta distingue três funções corporais relacionadas com a alimentação, que ganham especial relevância em diferentes horas do dia:



  • Apropriação de alimentos, ou seja, a ingestão.

  • Assimilação dos mesmos, sua absorção e utilização.

  • Remoção de seus restos não aproveitáveis, ou seja, micção e defecação.

A antidieta estabelece um horário preferencial para cada uma dessas funções que realiza o corpo: a partir das 14 até as 22 horas, predomina a apropriação de alimentos. A partir das 22 até as 6 horas, são equiparados. E a partir das 6 até as 14 horas, principalmente se eliminam. Como este é um ciclo natural, há que adequar-se ao mesmo e facilitar os processos energéticos por igual.


O problema dos obesos é que colocam toda a energia no processo de apropriação. Mas quando chega a hora de assimilar ou excluir, não dispõem de suficiente energia para levar a cabo o desenvolvimento metabólico correto. De modo que as toxinas se acumulam no corpo.


As pessoas obesas produzem com muita rapidez, mas não eliminam os restos com a mesma rapidez. As toxinas acumuladas têm uma natureza ácida que, para neutralizar, tem de ser resolvida com água; então é quando se produzem a retenção de líquidos e excesso de peso.


Regras da antidieta



  • Para o café da manhã, até o meio-dia, exclusivamente se comem frutas frescas e sucos feitos na hora.

  • No almoço se introduzem-se os legumes, saladas, sopas e pão integral.

  • Para o jantar podem ser reservados os alimentos proteicos: arroz, batatas, legumes,’ legumes, sopa, pratos de carne e peixe magros e, é claro, saladas.

A antidieta recomenda que não se beba água entre as refeições e que não se misturem alimentos concentrados, como carne e peixe da vez. Procura-Se que, no processo de digestão, se segregue apenas um tipo de suco gástrico.


De forma que o bolo alimentar passe pelo tubo digestivo em apenas três horas, e não doze. Com essa economia de tempo e energia, elimina com mais facilidade.


A antidieta inclui muito pouca gordura e proíbe o açúcar. A longo prazo, provoca um défice de gorduras e hidratos de carbono. Mas se você leva a cabo durante um curto período, é útil para se acostumar a comer mais saudável, especialmente frutas e legumes.

Analisadas → Dietas de emagrecimento, a dieta da uva.

Entre as dietas de emagrecimento mais antigas tem uma dieta que consiste exclusivamente em consumir uvas. Hipócrates, o antecessor de todos os médicos, já recomendava a seus pacientes com excesso de peso. Muitas pessoas viajam no outono, com as regiões vinícolas para submeter-se ali para uma dieta de uvas de uma ou mesmo duas semanas.


As uvas são muito doces e contêm, portanto, grande quantidade de glicose, que é o açúcar presente em frutas doces. Quimicamente é idêntica à do sangue. Esta frutose doce se absorve com grande rapidez e fica assim à disposição do metabolismo de glicose (um hidrato de carbono).


Em 100g de uvas há cerca de 20g de hidratos de carbono e fibra, que fornecem cerca de 75 calorias. Este é um dos motivos pelos quais uma dieta de emagrecimento com uvas em que só se consome esta fruta pode ser seguido durante duas semanas. Com exceção das vitaminas B17 e e, as uvas contêm todas as restantes. São ricas em minerais e contém também proteínas. Quem em uma dieta deste tipo consome diariamente 3.000 g da fruta, leva cerca de 15g de proteínas.


dieta de uvas


Como funciona a dieta de uvas


Com o seu elevado teor em hidratos de carbono e fibras, as uvas e insaciáveis muito. Estimulam a atividade intestinal e, com isso, facilitam a digestão, o que se experimenta muito úteis após o tratamento. Uma vez que as uvas contêm apenas pequenas quantidades de gorduras e uma proporção insuficiente de proteínas, com esta dieta, além de uma desidratação se mobilizam as proteínas corporais e libera gordura dos depósitos adiposos.


Uma dieta de emagrecimento formada por uvas pode continuar durante duas semanas sob vigilância médica. Em caso de excesso de peso excessivo se perdem entre quatro e seis quilos. Na segunda semana pode ser alterado o regime de emagrecimento, ou seja, de acordo com a vontade que tenham de se tomarão outros alimentos, como pão, queijo, aves, etc.


Componentes da dieta de uva


Durante a dieta de uvas são colhidas na primeira semana exclusivamente uvas, entre três e quatro quilos , ou até mais, distribuídas ao longo do dia. São utilizados de preferência as que estejam maduras e doces. Para beber, tomar mosto.


O que se pode comer?



  • Calorias: Sem limitação.

  • Proporção de nutrientes: 95% hidratos de carbono, 5% de proteínas.

  • Refeições/bebidas: Pela manhã, ao meio-dia e à noite, o único que existe são uvas e mostos.

dietas de emagrecimento


Vantagens


As uvas contêm muito açúcar e fibra, por isso, insaciáveis e são mais indicados que outros tipos de fruta para uma dieta de emagrecimento de mais de dois dias de duração. A dieta tem efeitos laxantes e estimula a atividade renal.


Desvantagens


A dieta é muito unilateral e depois do segundo dia exige muita consequência e disciplina. Em pessoas predispostas, ao final da segunda semana podem apresentar-se os primeiros estados de fraqueza, em especial a consequência do défice em proteínas. Se durante todo o dia, só se comem uvas, há que contar ainda com diarreia.


Riscos e/ou efeitos colaterais


As mulheres e os homens com um notável sobrepeso de mais de 20 kg ou com tendência à insuficiência cardiocirculatoria devem consultar o médico antes de iniciar uma dieta de uvas.


Resumo da dieta das uvas


Como é uma dieta de frutas pura, a dieta com uvas é muito adequada para o emagrecimento. Você pode seguir por duas semanas e recompensa com uma perda notável de peso. De todas as maneiras é unilateral: por isso requer uma certa perseverança.